Home » marketing digital » Fim da exibição de curtidas no Instagram: prejudicial ou benéfico para o marketing?

Blog Visuality - Agência Visuality Comunicação

12
junho
2019
Sem comentários.

Fim da exibição de curtidas no Instagram: prejudicial ou benéfico para o marketing?

Há pouco tempo falamos aqui no blog sobre as métricas de vaidade e como elas podem atrapalhar na estratégia de marketing digital. Para quem achava que elas seriam as informações mais importantes, saiba que o Instagram está fazendo testes para ocultar o número de curtidas. Assim, apenas o usuário que fez a postagem terá acesso aos números das publicações. Essa iniciativa tem como objetivo diminuir a ansiedade causada pela busca incansável de engajamento nas redes sociais.

 

Redes sociais e saúde mental

O Instagram, quando comparado com álcool e cigarro, é mais prejudicial à mente dos jovens entre 14 e 24 anos. Os dados foram obtidos pela pesquisa da Royal Society for Public Health, instituição de saúde do Reino Unido. Ela também demonstrou que as taxas de ansiedade e depressão nessa parcela da população aumentaram 70% nas últimas duas décadas. Além disso, os jovens também estão com autoestima baixa e problemas para dormir.

A “vida perfeita” compartilhada nas redes sociais faz com que os jovens desenvolvam expectativas irreais sobre suas próprias vivências. Atrelado a isso, o número de curtidas que a foto recebe interfere diretamente em sua autoestima. Pensando nisso, ocultar os likes dos posts realmente pode ser uma boa ideia. Mas como esta novidade altera a jornada do cliente e o trabalho dos profissionais do marketing?

 

Investir em conteúdo relevante no Instagram

De acordo com o manifesto da própria rede social, a mudança começa pelo Canadá e tem a intenção de atrair mais publicação de conteúdo em vez de estimular métricas de popularidade. A regra de ouro para as redes sempre foi investir em conteúdo de qualidade, entendendo quem é o seu público-alvo e o que ele gosta de consumir.

As curtidas já não são mais o fator principal na estratégia das marcas. Há algum tempo, sabe-se que que defender a entrega de uma campanha baseando-se apenas no número de curtidas é insuficiente. Conhecer o público, prestar atenção nas taxas de conversão e no custo de aquisição por cliente é muito mais efetivo para entender se a estratégia utilizada gera bom resultado ou não.

 

E como ficam os influencers?

Quem realmente pode sair prejudicado nessa corrida, são os influenciadores digitais. Eles dependem da quantidade de curtidas que uma postagem possui para entender se de fato movimentam o público. Uma maneira de contornar este problema, e que muitos já fazem, é a de entregar relatórios à agência ou marca com dados e métricas.

Por outro lado, as marcas estão cada vez mais focadas na experiência do usuário e a mudança pode tornar o Instagram mais relevante para quem navega na plataforma, que passarão a compartilhar conteúdo que realmente acredita em vez de publicar por retorno em curtida. A função inicial do Instagram sempre foi conectar pessoas com interesses em comum, por isso, ocultar as curtidas pode trazer novamente a essência da rede social. Adaptar-se às mudanças da sociedade é fundamental e deve ser uma tendência entre as demais plataformas.

 

O que você achou da iniciativa de remover o número de likes do Instagram? Como você acha que isso vai mudar na rotina das pessoas? Comente!

 

Visuality Comunicação

Prefeito Ângelo F. Lopes, 1705.

agencia@visuality.com.br

(41) 9662.5727


Comentários

Seja o primeiro a comentar isso!