Home » marketing digital » Instagram anuncia mudanças: será o fim das ferramentas de automação?

Blog Visuality - Agência Visuality Comunicação

5
dezembro
2018
Sem comentários.

Instagram anuncia mudanças: será o fim das ferramentas de automação?

Um assunto bastante polêmico entre os profissionais de social media, as automações do Instagram parecem estar com os dias contatos.

 

Nessa semana o Instagram fez um comunicado em seu blog oficial que deixou bastantes usuários apreensivos. Todas as interações que tiveram como origem aplicativos terceiros, que usam APIs privadas,serão removidas. Ou seja, likes, seguidores ou comentários adquiridos por ferramentas serão excluídos.

Além disso, qualquer método que simula o comportamento de usuário por meio de automações é contra o termos de serviço da rede social. Segundo o Instagram, a decisão visa preservar a comunidade que construíram e desenvolveram com uma base de usuários autênticas.

 

Antes de tudo, a gente precisa entender o que é uma API

As APIs (Interface de Programação de Aplicação) são formas de integrar sistemas/aplicativos, padronizando e facilitando o processo de integração de dados de dois ou mais sistemas. Ela possibilita promover ações dentro do banco de dados, garantindo segurança na troca de informações. 

Todos os aplicativos possuem  APIs nativas, mas as Redes Sociais possibilitam o uso de aplicações de terceiros. No caso do Instagram, por exemplo, as APIs possibilitam o desenvolvimento de aplicativos que irão usar a própria estrutura da rede social para possibilitar maneiras mais eficientes de usá-la.

 

Entre as facilidades que as APIs possibilitam para o Instagram estão ferramentas para:

  • Gerar relatórios para análises;

  • Agendamento de posts;

  • Avaliar fotos;

  • Avisar quando alguém deixa de te seguir;

  • Automação.

 

Como funcionam as automações?

As ferramentas de automação trabalham por meio de APIs que simulam o comportamento do usuário, encontrando perfis e posts com base em uma lista de hashtags e perfis que sejam parecidos com o seu para dar likes, fazer comentários, seguir e enviar mensagens de forma automática, com objetivo desses perfis se interessem pelo seu conteúdo e começarem a te seguir.

Diferentemente dos sites de compras de likes, comentários e seguidores, os serviços de automação destinam-se a aumentar o engajamento com seguidores reais.

 

O que diz o Instagram?

No comunicado oficial do Instagram, divulgado no último dia 19 é dito o seguinte:

“Recentemente, vimos casos de contas que utilizam aplicativos terceiros para crescer a sua audiência no Instagram de maneira artificial. Todos os dias as pessoas vem ao Instagram para ter experiências reais, incluindo interações genuínas.  É nossa responsabilidade assegurar que essas experiências não sejam interrompidas por atividades não autênticas. Começando hoje, nós vamos começar a remover likes, seguidores e comentários autênticos de contas que usam aplicativos para potencializar sua popularidade. (…)

Nós estamos tomando algumas medidas para limitar esse  comportamento indesejado. Contas que identificarmos que utilizam esses serviços vão receber um mensagem no aplicativo alertando que removeremos likes, seguidores e comentar inautênticos. Também iremos solicitar que mudem sua senha. Pessoas que usam essas ferramentas compartilham seu nome de usuário e senha e às vezes ela é usada para curtir, compartilhar e seguir outras contas de forma inautêntica. Além de ser um comportamento ruim para a comunidade do Instagram, também torna essas contas menos seguras.

automação instagram

O que isso significa?

Em seu comunicado o Instagram deixa bem claro que seguidores, likes e comentários inautênticos serão removido  e usuários que continuarem usando essas ferramentas terão sua experiencia no Instagram afetadas, o que pode significar banimento da rede social.

Por mais que as ferramentas de automação não ofereçam engajamento de forma inautênticas, elas simulam o comportamento do usuário e em sua política de privacidade a plataforma proíbe réplica e substituição de funcionalidades ou experiências essenciais ou ferramentas que simulem o comportamento do usuário.

 

O que não pode?

Apesar de essa prática sempre ter sido proibida pela rede, em sua API original existiam esses recursos, o que possibilitava que fossem criadas ferramentas que burlarem essas proibições. No entanto, no dia 4 de abril deste ano, o Instagram anunciou mudanças em sua API para impedir essa prática e entre as funcionalidades que deixarão de existir estão:

  • Receber notificações quando algum usuário publicar algum conteúdo;

  • Seguir ou deixar de seguir perfis. de forma automática;

  • Comentários automáticos;

  • Dar likes automáticos;

  • Seguir uma lista de usuários específicos;

  • Seguir os seguidores de um usuário específico;

  • Publicar e apagar comentários em conteúdo próprio ou público (utilizando a conta de um usuário);

  • Ler informações de um perfil e adquirir as suas imagens (utilizando a conta de um usuário (será mantido até 2020).

Embora na API oficial do Instagram não seja mais possível realizar essas funções, APIs privadas continuam funcionando normalmente, porém violam as políticas de privacidade e termos de uso da rede.

 

Afinal, o que ainda pode?

Junto da nova API vieram novas funções e algumas novidades, entre elas:

  • Agendamento de posts;

  • Ler informações de perfil de outros perfis de negócios;

  • Ver informações;

  • Insights: forma das empresas analisarem e entenderem as métricas sobre seus perfis;

  • Moderação de comentários;

  • Ler menções públicas ondo perfil de uma empresa é citada ou marcada.

 

Se você usa algum tipo de automação o ideal é que, pelo menos por hora, dê uma reduzida ou pare completamente de usá-las, pois o Instagram está “fechando o cerco” para práticas que violam o seus termos de uso.

 

Quer saber mais sobre as novidades do marketing digital? Então fique de olho aqui no nosso blog e nas nossas redes sociais.

 

Visuality Comunicação

Prefeito Ângelo F. Lopes, 1705.

agencia@visuality.com.br

(41) 3209-9935


Comentários

Seja o primeiro a comentar isso!